ATENÇÃO
Ajude a manter GRÁTIS o conteúdo do Apolo11. Colabore conosco. Clique Aqui
Quinta-feira, 25 nov 2021 - 08h35
Por Rogério Leite

Alerta: organismos alienígenas podem viajar em nossas espaçonaves e contaminar a Terra

Um estudo publicado recentemente na revista BioScience mostra que o aumento crescente da exploração espacial está ampliando as chances de que possíveis organismos alienígenas invadam nosso planeta, vindos de carona em viagens "bate e volta" realizadas para coleta de material em corpos distantes.

O alerta, feito por cientistas da Universidade McGill, em Montreal, Canadá, também afirma que o processo de exploração em objetos distantes, como asteroides, por exemplo, é a porta de saída para que micro-organismos terrestres cheguem a outros corpos através de naves e os contamine.

Os pesquisadores apontam para o registro da humanidade de mover espécies para novos ambientes na Terra, onde esses organismos podem se tornar invasivos e prejudicar as espécies nativas, eles dizem que tal comportamento sugere que o mesmo poderia acontecer com a vida alienígena de outro planeta contaminando a Terra e vice-versa, de acordo com o artigo, publicado em 17 de novembro na revista BioScience.

"A busca de vida além do nosso mundo é um esforço emocionante e pode produzir descobertas revolucionárias em um futuro não muito distante", disse o biólogo o coautor do estudo Anthony Ricciardi. "No entanto, diante do aumento das missões espaciais, incluindo as destinadas a trazer amostras à Terra, é crucial reduzir os riscos de contaminação biológica, tanto na ida como na volta das missões".

Ricciardi e seus colegas sugerem estudos mais colaborativos entre os astrobiólogos que procuram vida extraterrestre. De acordo com o cientista, só podemos especular sobre que tipos de organismos podem ser encontrados se os astrobiólogos encontrarem vida, que segundo ele, provavelmente seria do tipo microbianas semelhantes às bactérias.


Baixo Risco
Os pesquisadores fazem questão de salientar que o risco de contaminação interplanetária é extremamente baixo, já que as condições severas do espaço sideral dificultam que os potenciais organismos que peguem carona sobrevivam a um passeio do lado de fora de uma espaçonave humana. No entanto, ainda é fundamental sermos cautelosos com a contaminação interplanetária, considerando os impactos negativos que as espécies naturais invasoras tiveram na Terra.

Aqui na Terra, os humanos danificaram ecossistemas em quase todas as partes do planeta o que permitiu que diversos organismos invadissem ambientes que nunca alcançariam naturalmente. Um exemplo típico é um fungo da América do Sul chamado Austropuccinia psidii, que foi introduzido na Austrália em circunstâncias desconhecidas e que agora está tomando conta de árvores nativas de eucalipto do país. O resultado dessa invasão é um retardamento no desenvolvimento da árvore, levando muitas vezes à morte.


Contaminação Lunar
Embora os projetistas de missões planetárias cumpram todos os protocolos disponíveis para que micro-organismos terrestres não estejam presentes em qualquer parte de uma espaçonave antes da partida, muitas vezes esses protocolos sequer são lembrados.

Como evidência de contaminação interplanetária pode-se lembrar da espaçonave israelense Beresheet, que em 2019 se chocou contra a Lua. A sonda transportava milhares de animais tardigrados e microscópicos que podem sobreviver à condições extremas, incluindo o vácuo do espaço. Um estudo publicado em 2021 concluiu que essas criaturas provavelmente não teriam sobrevivido ao impacto, mas o incidente demonstra o potencial dos derramamentos biológicos, acidentais ou não

Protocolos Mais Rígidos
Para evitar potenciais riscos de contaminação espacial, os pesquisadores sugerem o aumento dos protocolos de biossegurança, com foco na detecção precoce de potenciais contaminantes biológicos, além do desenvolvimento de planos para uma resposta rápida a tais detecções.

De modo natural, planetas e luas sempre trocaram material através dos meteoritos, mas a evolução da exploração espacial humana está acelerando a possibilidade de contaminação. Jornadas de coleta de material em asteroides já estão em andamento e em breve espaçonaves saídas da Terra deverão trazer material coletado em Marte. Assim, os novos protocolos precisam ser acelerados e colocados em prática de modo que a exploração espacial traga mais benefícios que problemas insolúveis.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.









Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2021

"Quando as pessoas falam mal de ti, viva de modo que ninguém acredite nelas" - Platão -