Procure no Apolo11
Quarta-feira, 16 dez 2020 - 09h16
Por Rogério Leite

Depois do eclipse, agora é vez da Estrela de Belém brilhar no céu

Na próxima segunda-feira, 21 de dezembro, o céu será novamente o palco de um evento astronômico muito raro, que promete chamar a atenção em todo o planeta. Estamos falando da conjunção planetária entre Júpiter e Saturno, que desde 1226 não ficavam tão próximos. Na ocasião, essa ocasião foi chamada de Estrela de Belém.

Carta Celeste mostra a posição de Júpiter e Saturno no dia da Grande Conjunção de 21 de dezembro de 2020.
Carta Celeste mostra a posição de Júpiter e Saturno no dia da Grande Conjunção de 21 de dezembro de 2020.


Conjunções planetárias não são eventos raros, mas conjunções espetaculares são, ainda mais quando se trata de Júpiter e Saturno, que se encontram no céu a cada 20 anos mais ou menos. Entretanto, quando a aproximação visual é absurdamente pequena o fenômeno se torna extremamente raro e é isso que vai acontecer no dia 21 de dezembro de 2020.

Na noite de 21 de dezembro, Júpiter e Saturno ficarão tão próximos um do outro que, dependendo do horário, parecerão um único ponto brilhante no céu. Cálculos astronômicos mostram que uma aproximação tão grande só aconteceu nos anos de 1226 e 1630. Em 4 de março de 1226, ainda na Idade Média, a aproximação foi tamanha que os antigos a chamaram de "Estrela de Belém".

Continua após a publicidade



Posição dos astros durante a Grande Conjunção de 21 de dezembro de 2020. Repare a diminuta separação angular entre os planetas, de apenas 6 minutos angulares.
Posição dos astros durante a Grande Conjunção de 21 de dezembro de 2020. Repare a diminuta separação angular entre os planetas, de apenas 6 minutos angulares.

Como ver a Grande Conjunção
No dia 21 de dezembro, segunda-feira, os dois astros nascem por volta das 07h36 BRT (Hora de Brasília), portanto com o dia claro e impossível de serem vistos. No entanto, à medida que o tempo passa os astros vão ficando mais altos no céu e podem ser vistos mais facilmente ao redor das 19h30, quando o céu já está bem mais escuro, no mesmo quadrante do pôr do Sol, a cerca de 20 graus de elevação.

Por estarem baixos no horizonte e próximos ao poente, a observação estará um pouco sacrificada, mas ainda assim poderá ser apreciada por diversos minutos até que os astros toque o horizonte.


Agora ou nunca!
A próxima grande conjunção entre Júpiter e Saturno ocorrerá somente daqui 60 anos, em 15 de março de 2080 e não será tão próxima como a deste ano.

Então, aproveite. Seu bisavô não viu algo tão fantástico e provavelmente nós também não veremos mais. A hora é agora, olho no céu!

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.




Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2024

"Se só por piedade se dessem esmolas, os mendigos estariam mortos de fome" - Nietzsche -