ATENÇÃO
Ajude a manter GRÁTIS o conteúdo do Apolo11. Colabore conosco. Clique Aqui
Veja a Estação Espacial e Telescópio Hubble sobre as capitais
CapitalÁpice (Azimute/Elevação)Início / FimDistânciaOBS
MA - São Luís
Telescópio Hubble
20 Oct 18h40
AZ: 238° / ELEV: 80°
18h34 AZ: 240° (sudoeste)
18h46 AZ: 60° (nordeste)
544 km
PA - Belém
Telescópio Hubble
20 Oct 18h40
AZ: 113° / ELEV: 49°
18h34 AZ: 232° (sudoeste)
18h44 AZ: 71° (leste-nordeste)
696 km
PI - Teresina
Telescópio Hubble
20 Oct 18h40
AZ: 315° / ELEV: 56°
18h34 AZ: 247° (sudoeste)
18h46 AZ: 52° (nordeste)
641 km
AL - Maceió
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 344° / ELEV: 18°
18h36 AZ: 268° (oeste-sudoeste)
18h46 AZ: 29° (norte-nordeste)
1352 km
CE - Fortaleza
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 357° / ELEV: 45°
18h36 AZ: 251° (oeste-sudoeste)
18h46 AZ: 47° (nordeste)
738 km
MA - São Luís
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 60° / ELEV: 33°
18h34 AZ: 240° (sudoeste)
18h46 AZ: 60° (nordeste)
909 km
PB - João Pessoa
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 333° / ELEV: 24°
18h36 AZ: 262° (oeste-sudoeste)
18h46 AZ: 30° (norte-nordeste)
1140 km
PE - Recife
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 336° / ELEV: 22°
18h36 AZ: 264° (oeste-sudoeste)
18h46 AZ: 29° (norte-nordeste)
1226 km
PI - Teresina
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 35° / ELEV: 30°
18h34 AZ: 247° (sudoeste)
18h46 AZ: 52° (nordeste)
969 km
RN - Natal
Telescópio Hubble
20 Oct 18h42
AZ: 331° / ELEV: 29°
18h36 AZ: 258° (oeste-sudoeste)
18h48 AZ: 42° (norte-nordeste)
1008 km
AC - Rio Branco
Telescópio Hubble
20 Oct 20h14
AZ: 314° / ELEV: 30°
20h10 AZ: 262° (oeste-sudoeste)
20h20 AZ: 41° (norte-nordeste)
975 km
RO - Porto Velho
Telescópio Hubble
20 Oct 20h16
AZ: 339° / ELEV: 27°
20h10 AZ: 260° (oeste-sudoeste)
20h20 AZ: 34° (norte-nordeste)
1048 km
AM - Manaus
Telescópio Hubble
20 Oct 20h18
AZ: 354° / ELEV: 39°
20h12 AZ: 254° (oeste-sudoeste)
20h22 AZ: 44° (norte-nordeste)
811 km
AP - Macapá
Telescópio Hubble
20 Oct 20h18
AZ: 283° / ELEV: 21°
20h14 AZ: 257° (oeste-sudoeste)
20h26 AZ: 45° (nordeste)
1254 km
RR - Boa Vista
Telescópio Hubble
20 Oct 20h18
AZ: 177° / ELEV: 82°
20h12 AZ: 239° (sudoeste)
20h24 AZ: 62° (nordeste)
541 km
CE - Fortaleza
Telescópio Hubble
21 Oct 18h30
AZ: 318° / ELEV: 33°
18h26 AZ: 261° (oeste-sudoeste)
18h36 AZ: 44° (norte-nordeste)
908 km
MA - São Luís
Telescópio Hubble
21 Oct 18h30
AZ: 23° / ELEV: 49°
18h24 AZ: 247° (sudoeste)
18h34 AZ: 53° (nordeste)
691 km
PI - Teresina
Telescópio Hubble
21 Oct 18h30
AZ: 360° / ELEV: 35°
18h24 AZ: 255° (oeste-sudoeste)
18h34 AZ: 44° (norte-nordeste)
878 km
RN - Natal
Telescópio Hubble
21 Oct 18h30
AZ: 312° / ELEV: 20°
18h26 AZ: 268° (oeste-sudoeste)
18h36 AZ: 33° (norte-nordeste)
1291 km
CE - Fortaleza
Telescópio Hubble
21 Oct 18h32
AZ: 13° / ELEV: 25°
18h26 AZ: 261° (oeste-sudoeste)
18h36 AZ: 44° (norte-nordeste)
1115 km
MA - São Luís
Telescópio Hubble
21 Oct 18h32
AZ: 48° / ELEV: 19°
18h24 AZ: 247° (sudoeste)
18h34 AZ: 53° (nordeste)
1316 km
AC - Rio Branco
Telescópio Hubble
21 Oct 20h04
AZ: 342° / ELEV: 22°
19h58 AZ: 264° (oeste-sudoeste)
20h08 AZ: 31° (norte-nordeste)
1193 km
RO - Porto Velho
Telescópio Hubble
21 Oct 20h04
AZ: 318° / ELEV: 20°
20h00 AZ: 270° (oeste)
20h10 AZ: 33° (norte-nordeste)
1293 km
AM - Manaus
Telescópio Hubble
21 Oct 20h06
AZ: 320° / ELEV: 30°
20h02 AZ: 264° (oeste-sudoeste)
20h12 AZ: 42° (norte-nordeste)
989 km
RR - Boa Vista
Telescópio Hubble
21 Oct 20h06
AZ: 265° / ELEV: 48°
20h02 AZ: 246° (sudoeste)
20h12 AZ: 55° (nordeste)
707 km
CE - Fortaleza
Telescópio Hubble
22 Oct 18h20
AZ: 346° / ELEV: 24°
18h14 AZ: 263° (oeste-sudoeste)
18h24 AZ: 34° (norte-nordeste)
1149 km
PI - Teresina
Telescópio Hubble
22 Oct 18h20
AZ: 13° / ELEV: 20°
18h14 AZ: 267° (oeste-sudoeste)
18h24 AZ: 41° (norte-nordeste)
1286 km
AM - Manaus
Telescópio Hubble
22 Oct 19h56
AZ: 346° / ELEV: 21°
19h50 AZ: 266° (oeste-sudoeste)
20h00 AZ: 32° (norte-nordeste)
1239 km
RR - Boa Vista
Telescópio Hubble
22 Oct 19h56
AZ: 333° / ELEV: 48°
19h50 AZ: 251° (oeste-sudoeste)
20h02 AZ: 51° (nordeste)
700 km


AZ: ° / ELEV: °
AZ: ° ()
AZ: ° ()
km

Veja a Estação Espacial e o Telescópio Hubble

Observar a passagem de satélites artificiais é uma atividade bastante instrutiva e interessante, já que permite a aplicação imediata de diversos conceitos das mais variadas disciplinas, como física, matemática, astronomia e muitas outras.

Entre os satélites artificiais que podem ser vistos, a Estação Espacial Internacional e o telescópio Espacial Hubble são os mais interessantes, principalmente pela facilidade de observação visual devido ao forte brilho.

Esta aplicação permite que qualquer pessoa que more nas capitais brasileiras saiba os horários da passagem desses dois satélites, capacitando o interessado a contemplar no momento certo os brilhante pontos luminosos que cruzam o céu noturno.

CONDIÇÕES PARA VER UM SATÉLITE
Para que a Estação Espacial ou o telescópio espacial Hubble possam ser observado diretamente é necessário que no local de observação seja noite e que a luz do sol esteja atingido a estrutura das naves. O Sol deve estar entre 10 e 25 graus abaixo da linha do horizonte e a nave esteja a mais de 25 graus de elevação

ENTENDENDO A TABELA

Capital: Indica a cidade e o satélite que poderá ser observado, se Telescópio Hubble ou Estação Espacial. O mapa da passagem é obtido ao clicar sobre o nome da cidade.

Ápice: Informa a hora e minuto (pelo horário de Brasília) e também o azimute e elevação do melhor momento da observação. Em muitas situações a hora da passagem para diversas capitais é mesmo, uma vez que a tabela não fornece o valor em segundos.

Início/Fim: indica o instante que o objeto surge e desaparece sobre a linha do horizonte e também os azimutes correspondentes.

Distância: A penúltima coluna informa a distância que o objeto estará no momento da maior aproximação.

OBS: A última coluna fornece uma estimativa da qualidade de visualização, de acordo com a legenda.




O QUE É AZIMUTE E ELEVAÇÃO?
Para que você encontre um objeto no céu, seja um satélite ou um planeta, é usado um sistema de coordenadas conhecido como Coordenadas Altazimutais.

Apesar do nome complexo, as Coordenadas Altazimutais são bem fáceis de entender e se valem de conceitos muitos simples: o Azimute e a Elevação.

O azimute e a elevação são coordenadas locais, ou seja, valem somente para determinado local de observação. Valores válidos para São Paulo, por exemplo, serão diferentes para valores válidos para Goiânia.

Uma vez que você compreenda o conceito apresentado, saberá para onde olhar para ver a Estação Espacial, o telescópio Hubble, planetas, etc. Como exemplo, vamos supor que você deseje ver a Estação Espacial Internacional, que em determinado dia poderá ser vista no azimute de 45 graus com elevação de 55 graus.

AZIMUTE
Lembra-se dos Pontos Cardeais e dos valores marcados em uma bússola? Então você já tem 90% do caminho andado!

O Azimute é o valor em graus contado a partir do Norte, no sentido dos ponteiros do relógios, e que indica um ponto qualquer no horizonte. Os valores de azimute variam de zero a 360 graus. O requisito básico para conhecer um determinado azimute é saber onde fica o Norte. Para isso você vai precisar de uma bússola.



ÂNGULO DE ELEVAÇÃO
Da mesma maneira que o azimute, a elevação de um objeto no céu também é medida em graus e nada mais é do que a altura do objeto (satélite, planeta, etc.) acima da linha do horizonte.

Os valores do ângulo de elevação variam desde zero grau quando o objeto está sobre a linha do horizonte até 90 graus, quando está exatamente sobre nossa cabeça. Esse ponto máximo acima da cabeça é conhecido como Zênite .

A ilustração acima exemplifica o conceito e mostra onde achar a Estação Espacial citada no exemplo, no ângulo de elevação de 55 graus.



Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2021

"A ânsia de salvar a humanidade é quase sempre um disfarce para a ânsia de governá-la" - H.L.Menchen -